Pular para o conteúdo

Como administrar uma loja virtual lucrativa

O crescimento do e-commerce tem atraído muitos empreendedores para o mundo do varejo digital; de fato, são inúmeras as oportunidades de mercado no comércio eletrônico.
No entanto, para realmente aproveitar esse cenário e obter lucro com o seu negócio, é preciso saber como administrar a sua loja virtual.

Esse setor passa pelo melhor momento de sua história, com novos negócios online surgindo diariamente e se mostrando como oportunidades maravilhosas para empreendedores. Entretanto, surge uma dúvida: afinal, como gerenciar uma loja virtual da maneira correta?

Os negócios na internet são diferentes de comércios físicos em muitos pontos. Já em outras questões, esses dois modelos podem se assemelhar. No entanto, é essencial compreender que uma atividade que acontece inteiramente no ambiente virtual requer esforços específicos.

Não adianta simplesmente criar um site e esperar que os consumidores apareçam e comprem com você. Assim como qualquer outro empreendimento, vender online envolve importantes processos de gestão para garantir o sucesso da empresa.

Para o ano de 2023, uma projeção da ABComm Forecast , calcula que o crescimento do comércio eletrônico será de quase R$186 bilhões e que os pedidos podem chegar até 395 milhões.

Por isso, entender mais sobre as demandas de um negócio online é fundamental para saber gerir essa empresa. A organização manterá o seu negócio ativo e em crescimento!

O que é gestão de lojas virtuais?

O trabalho de gestão de lojas virtuais consiste em administrar uma empresa comum, com CNPJ e formalização como qualquer outra, mas que funciona na internet. O setor de e-commerce não é mais um ambiente desconhecido em que as pessoas têm medo de investir. Hoje, se pensa muito mais em abrir lojas virtuais do que em estabelecimentos físicos.

Essa mudança de cenário, no entanto, pode gerar confusão e equívocos em empreendedores. Pessoas que já estiveram à frente de um negócio tradicional têm ótima experiência em administração, mas talvez não tenham tanta qualificação para uma loja virtual.

Gerir um negócio online não é um bicho de sete cabeças, mas tem suas particularidades. Se tudo acontece em um ambiente totalmente digital, isso significa que grande parte das atividades de gestão, atendimento, marketing e outras demandas também acontecerão nesse mesmo ambiente.

Portanto, por mais que empreendedores não cuidem de cada um desses setores por conta própria, precisam saber delegar quem ficará responsável. Muitas vezes, ainda assim, a tomada de decisões ficará por conta de quem gerencia a loja virtual de maneira geral. Isso significa ter, no mínimo, conhecimentos gerais sobre cada uma das áreas em questão.

Confira agora mesmo sugestões incríveis para implementar uma gestão de loja virtual eficiente e impulsionar os seus resultados!

Como gerenciar uma loja virtual?

Saber como gerenciar uma loja virtual exige não só conhecimentos técnicos, mas também disposição e dedicação. Há muitas demandas que precisam ser administradas para que o negócio se torne lucrativo e tenha impacto real diante do mercado e concorrentes.

Nem tudo estará ao seu alcance, seja ao nível de esforços, seja em relação a conhecimento técnico. Portanto, saber procurar as soluções e pessoas certas para dar suporte nessas tarefas, é também ser um bom gestor para a loja virtual.

Para administrar uma loja virtual, você precisa, pelo menos, seguir esses 11 passos

1- Encontre a plataforma de vendas ideal

Criar um site de vendas é uma boa opção para quem planeja vender pela internet. Existem duas opções: por meio de uma plataforma de e-commerce ou pelo desenvolvimento web.

Caso você opte por contratar um desenvolvedor para seu site de vendas: cada vez que você precisar de alguma atualização, será preciso a ajuda desse profissional, o que pode acabar prejudicando a administração da sua loja virtual.

Para selecionar a sua plataforma de e-commerce, estude as opções disponíveis no mercado.

Existem diversas tecnologias que podem ajudar a administrar uma loja virtual, automatizando e integrando processos da operação. Busque as soluções disponíveis no mercado e encontre as que fazem mais sentido para a realidade do seu negócio.

Um exemplo de sistema bastante utilizado para a gestão de e-commerce é a plataforma de e-commerce Meloja, onde oferece toda a infraestrutura necessária para criar e gerenciar os processos de rotina de uma loja virtual, como cadastro de produtos e gestão de preços.

2- Estude seu público-alvo e defina a persona do negócio

Quem é o público-alvo do seu negócio? Quando empregamos esse termo, estamos nos referindo ao grupo de pessoas que, geralmente, vai se interessar pelos seus produtos e serviços. Se você conhece as características dessas pessoas, consegue entender suas motivações, onde estão, a qual classe social pertencem, entre outros pontos.

O conceito de público-alvo é mais amplo e está sempre ligado a grupos maiores de pessoas, sem uma abordagem tão detalhada de quem é o consumidor médio. Se a intenção for entender esse perfil, aí sua loja virtual precisa definir a persona do negócio. Esses dois conceitos serão a base na definição de produtos, preços e estratégias de marketing.

3- Estude os preços

A precificação é uma das mais importantes demandas de gestão de uma loja virtual. Se você não cobra o preço certo, alguns problemas podem acontecer:

Portanto, saber definir o preço de venda correto dos seus produtos é o primeiro ponto. Depois disso, é necessário ter um trabalho dedicado e cuidadoso para gerir as finanças da empresa. Com uma abordagem estratégica, você consegue manter um capital de giro, vender bem e evitar que a empresa entre no vermelho.

4- Tenha um planejamento financeiro

Do ponto de vista operacional até o controle do que entra e sai do caixa, ter um planejamento financeiro para cada etapa ao montar uma loja virtual é essencial para cumprir com todos os requisitos de como administrar um negócio online.

Para evitar surpresas no meio da gestão do seu e-commerce, crie planilhas no Excel para monitorar pontos como as despesas fixas e variáveis, fluxo de caixa e as datas de vencimento de cada uma.

Além disso, você pode contar com um ERP, um sistema de gestão que auxilia os profissionais de uma empresa a registrar e gerir informações fundamentais do negócio.

5- Faça o controle de estoque

O controle de estoque é outro ponto essencial do passo a passo de como administrar uma loja virtual.

Aqui, é recomendado verificar a disponibilidade dos produtos com frequência para que não exista o risco de anunciar itens que não estejam disponíveis.

Uma boa estratégia para evitar erros nesta etapa é criar categorias de produtos. Para isso, defina um método de organização, como prateleiras ou um cômodo exclusivo para cada tipo de mercadoria que você vende em sua loja virtual.

Indica-se também uma planilha de controle de estoque, porque, um estoque organizado representa vantagens dos mais diferentes níveis. O ponto de partida é a garantia de que você nunca vai deixar de vender um produto que tenha, mas que ficou simplesmente perdido no seu estoque. Com catalogação e a devida organização, tudo pode ser encontrado de maneira ágil e com a precisão exigida.

Essa organização também vai demandar muitos esforços e tempo. Então, você tem duas opções principais: terceirizar a gestão do estoque ou contar com alguém que vá ajudar nisso. Um bom trabalho ajudará a manter a rotatividade nos seus produtos, garantindo que eles não fiquem encalhados e suas finanças sejam prejudicadas por conta disso.

6- Organize a logística

A logística para e-commerce é todo o processo de gerenciamento realizado para garantir que os produtos cheguem aos clientes. Por isso, ela é fundamental no checklist de como administrar uma loja virtual.

Além de escolher bons fornecedores, é preciso organizar todo o processo logístico do seu negócio.

Hoje, as entregas online são realizadas pelos Correios ou transportadoras particulares.
Nos Correios, a principal vantagem é o alcance a, praticamente, todo o território nacional, além de preços mais competitivos de entrega.

Já com uma transportadora, você não precisa se preocupar com a restrição de peso para pacotes, diferentemente dos Correios, que têm o limite de 30 quilos , pode negociar os valores e conseguir prazos menores e mais agilidade na entrega.

7- Faça parcerias logísticas

A operação logística de uma loja virtual requer organização e dinamismo. Quem está à frente da gestão de um negócio precisa, primeiramente, se preocupar em fechar parcerias com fornecedores de qualidade. Isso se estende a qualquer tipo de serviço ou produto relacionado à logística, como fornecedores de embalagens de envio e transportadoras.

Quando você fecha parcerias, pode aproveitar vantagens diversas. A principal delas, sem dúvida, é o preço. Trabalhar de maneira fixa com transportadoras gera bons descontos, que são repassados ao seu consumidor no preço do frete. Além disso, você consegue garantir entregas mais ágeis, já que trabalha com empresas de sua inteira confiança.

8- Escolha fornecedores confiáveis

Escolher bons fornecedores para o seu negócio também é uma etapa importante para ter sucesso em como gerenciar um e-commerce. Afinal, se o serviço prestado não for de qualidade, influenciará diretamente em suas vendas e na reputação de seu e-commerce.

Para evitar situações como essa, pesquisa quem pode atender às necessidades da sua empresa, quais são os prazos de entrega e as condições de produção.

9- Defina os meios de pagamentos

Definir os meios de pagamentos também é uma das etapas importantes para gerenciar um e-commerce.

Além de entender a preferência do seu público ao pagar pelas compras, é fundamental que você conheça o perfil dos seus consumidores; por isso, defina a persona do seu negócio, ou seja, um personagem semi fictício para representar seu cliente ideal.

Os principais meios de pagamento para e-commerce:

Lembre-se de que não basta escolher os mais populares, mas aqueles que se encaixem às necessidades do seu negócio e do seu público.

10- Preste um atendimento de qualidade

Atendimento é pilar fundamental na gestão de um negócio online. Se você não atende bem, certamente não conseguirá fazer com que as pessoas tenham uma avaliação positiva para seu negócio. É que, atualmente, preço não é o único ponto decisivo que faz com que as pessoas resolvam voltar a comprar da sua empresa, muito mais vezes.

Valorize a opinião de seu cliente

Por fim, escutar a opinião de seus clientes também faz parte do guia de como administrar uma loja virtual.

Afinal, para além de números e resultados de vendas, o feedback do comprador final é importante para avaliar se os processos de cada etapa de venda são efetivos.

Portanto, um atendimento qualificado se faz muito necessário. Para isso, é preciso considerar alguns pontos como:

Você pode, por exemplo, promover pesquisas, ler as avaliações nas páginas de produtos e comentários de redes sociais. A partir disso, crie planos de ação. Seus clientes vão gostar de serem ouvidos e valorizados!

11- Analise os resultados de vendas

Acompanhar se o fluxo de vendas da sua loja virtual está crescendo, estagnado ou caindo permite criar estratégias para melhorar.

Analise o número de visitas em seu site, pesquise quais são as páginas de produtos mais visitadas e acompanhe quais itens são mais vendidos. Para isso, utilize o Google Analytics, uma ferramenta gratuita de monitoramento e análise de sites.

Ter os dados do seu negócio mensurados e analisados te ajudará a melhorar a administração da sua loja virtual e poderá ser revertido em lucro.

Agora você já sabe como administrar uma loja virtual?

Saber como gerenciar uma loja virtual é simples, basta entender todas as demandas que farão parte da rotina de um empreendedor. Depois disso, com ajuda de pessoas e ferramentas qualificadas, pouco a pouco seu e-commerce cresce e alcança ótimos resultados.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado a aprimorar o processo de como administrar uma loja virtual! Antes de colocar tudo em prática, comece fazendo uma autoavaliação para compreender quais são os possíveis gargalos no passo a passo de gerenciar um e-commerce.