Pular para o conteúdo

6 dicas da melhor localização para abrir sua loja

    Está na dúvida em qual melhor localização deve abrir sua loja? 
    Neste post explicamos 6 dicas que precisa analisar para decidir. Confira!

    A definição de qual será a localização de sua loja pode fazer toda a diferença nos seus resultados. São muitos fatores que podem influenciar e eles podem variar de acordo com a estratégia e o objetivo que deseja alcançar.

    As vezes, a decisão do ponto comercial que será aberto não é levada tão a sério. Não é escolher o que está mais fácil de contratar e nem o mais barato de pagar. No final essa economia de tempo ou dinheiro pode sair muito mais caro.

    Talvez já tenha escutado sobre a importância dos 4P’s do marketing, são produto, preço, propaganda e ponto. Sim, o ponto é um dos itens para um marketing bem feito.
    Muitas pessoasl pensam apenas no melhor produto e no preço mais barato, mas esquecem de um bom ponto para auxiliar na propaganda.

    De nada vai adiantar ter o melhor produto/serviço, com o melhor atendimento ou o melhor preço, mas os seus clientes tem dificuldades em chegar na sua loja ou nem conseguem ver direito que ela existe.

    1 – Público alvo: onde está o seu cliente?

    Você precisa estar onde tem a maior quantidade de pessoas que seja seu público alvo, ou seja, o mais perto possível de seus possíveis clientes. Entenda seu público e as pessoas do local, qual é a renda, a idade, estado civil, escolaridade, profissão, características? Isso é o mais importante de tudo! 

    Você pode ter adorado aquela rua ou aquele bairro, mas o seu cliente está lá? ele passa por lá?

    Estude o perfil das pessoas que moram perto ou passam pela região. Certamente não seria uma boa ideia abrir uma loja de produtos de luxo em um local de baixa renda. Não adianta tentar adaptar o local para sua loja, a sua loja que precisa estar adaptada ao local.

    2 – Cuidados: atenção aos detalhes do local

    Verifique toda a infraestrutura do local que será seu ponto comercial, é trabalhoso mas isso pode poupar dinheiro e tempo depois com manutenções inesperadas.

    Veja a parte de acesso a internet, limpeza da área, o estacionamento, pintura, elétrica, água, telefone. Se for necessário contrate uma pessoa qualificada para fazer uma melhor avaliação de tudo.

    Quanto mais gastar em reformas desnecessárias, consequentemente menos irá investir na estruturação e divulgação dos seus produtos e serviços.

    Faça também uma pesquisa na prefeitura para saber se tem algo contra a abertura do seu tipo de negócio no local.

    3 – Concorrência: perto ou longe?

    As vezes é bom estar perto, outras não tanto.
    Lojas âncoras, mesmo que do mesmo segmento, podem ajudar a levar clientes para você. Pois o seu público já está passando por lá e pode conhecer a nova opção que abriu, a sua loja.

    Caso considere que seu produto ou serviço ainda não é tão elaborado para competir com os concorrentes próximos, procure um local mais afastado, mas que ainda tenha um bom público relacionado ao seu negócio.

    Busque ficar próximo de comércios e serviços complementares ao seu negócio. Como por exemplo uma clínica oftalmológica e uma ótica ao lado, uma clínica veterinária e um pet-shop ou uma loja de roupas próximo de lojas de acessórios e cosméticos.

    Cuidado com os concorrentes indiretos, por exemplo, uma perfumaria pode ser um concorrente de uma loja de chocolates pois em datas comemorativas ambos podem disputar a venda do presente.

    Concorrentes existem para todos, mas eles nos fazem buscarmos ser cada dia melhores. Faça sua parte e encontre o diferencial do seu negócio.

    4 – Acessibilidade: caminho livre para o seu cliente

    Como o seu cliente provavelmente vai chegar na sua loja? Se for de bicicleta precisa estar bem perto dele, mais ainda se for a pé. Mas caso seja de carro, o estacionamento precisa ser próximo e ter vagas.

    Outro ponto importante é identificar se o seu negócio é de passagem ou de destino. Se o seu cliente vai ser atraido apenas por que viu uma bela fachada, é de passagem. Mas se os clientes escolhem ir na loja mesmo antes de se locomover, é de destino.

    Já deve ter entendido que negócios de passagem dependem ainda mais de uma boa visibilidade e fluxo de pessoas no local. E o de destino ter a maior comodidade possível para o cliente escolher ir até você.

    No caso do seu cliente ir de carro, analise também o tipo de rua, será em uma rua de mão dupla, única, sem saída. Já caso dele ir de ônibus, veja a proximidade com os pontos de ônibus. Mas no caso de ir a pé, faixas de pedestre para atravessar.

    Pense em todos os caminhos e cantos mas não esqueça, é claro, de ter uma loja adaptada para pessoas com deficiência.

    5 – Visibilidade: seu cliente está vendo a sua loja?

    Pense novamente como seu cliente passaria pelo seu ponto comercial, ou seja, se for a pé, precisa estar em um local com maior tráfego de pessoas. Mas se for de carro, maior tráfego possível de veículos.

    Vários itens podem prejudicar a visibilidade da sua loja.

    • Postes;
    • Árvores;
    • Pontos de ônibus;
    • Placas;
    • Banca de jornal.

    Vale a pena lembrar que geralmente últimos andares ou corredores sem saída tem menos movimento. E pontos em esquinas costumam ter maior movimento e visibilidade.

    A posição do sol em relação a loja e a direção do fluxo de carros e pedestres também podem influenciar. O horário de maior movimento também pode ser um grande fator, não seria bom abrir uma padaria em um local onde o fluxo é maior durante a noite.

    6 – Valor: quanto mais caro melhor?

    Lembre-se, o valor do aluguel de um local mais caro precisa compensar e resultar em mais vendas. Caso contrário será menos investimento em campanhas para vendas.

    Também não adianta querer economizar e escolher um local barato mas mal cuidado que pode vim a dar dor de cabeça e gastos inesperados. O objetivo é alinhar o famoso custo x benefício.

    O shopping é mais caro geralmente, mas possui vantagens como estacionamento amplo, fluxo de pessoas, lojas âncoras, segurança e manutenção.
    Já uma loja na rua tende a ser mais barato, porém terá que colocar na ponta do lápis quanto será para ter estes itens.

    Sempre reflita se o valor de compra ou aluguel é compatível com seu capital e a espectativa de retorno do valor investido.


    Conseguiu entender melhor como escolher o melhor ponto comercial para sua loja física? 
    Não deixe a emoção tomar conta da decisão, pode estar sonhando com aquele local mas não esqueça de todos os detalhes.