Pular para o conteúdo
dinheiro-na-internet-renda-extra

12 ideias de como ganhar renda extra na internet

Renda extra pela internet sempre foi um assunto bem interessante para os usuários, mesmo aqueles que já possuem um emprego fixo. Entretanto, com a chegada da pandemia, essa ideia de ganhar dinheiro pela internet acabou ganhando forças, facilitando o oferecimento de novas propostas de trabalho em cima dos canais de comunicação que já conhecemos e usamos de maneira frequente, o Instagram e o Facebook.

Atualmente, novas redes foram inseridas no mural de favorita, facilitando ainda mais esse conceito de renda extra. Aplicativos de vídeo e streaming como Tiktok, Kwaii, Twitch e Facebook Gaming são muito visados para aqueles mais desprendidos da vergonha e possuem dons de entretenimento, como transmitir um dia de jogatina no seu jogo favorito ou fazer dancinhas e dar dicas inteligentes para quem gosta de consumir este tipo de conteúdo.

Por que começar a fazer renda extra?

Durante a pandemia, muitas pessoas perderam seus empregos e começaram a receber auxílio do governo para se sustentarem, o que não era muito viável para quem costumava  viver uma vida um tanto melhor. Com isso, novas propostas surgiram no mercado, tais como agências de comunicação e marketing, consultorias das mais variadas profissões, perfis de dicas de profissões, etc. Conforme dados da consultoria Kantar, o Instagram, o Facebook e o Whatsapp cresceram em média 40% no Brasil desde o início da pandemia.

A perspectiva de tornar a renda extra algo paralelo à sua vida profissional ou substituindo um trabalho comum é algo crescente nos dias de hoje e tem se tornado uma ótima alternativa, já que, trabalhando pela internet, independentemente do segmento, é possível administrar seu próprio tempo e forma de trabalho.

Uma vida sem chefes é atrativa para você?! 😉

Formas de ganhar dinheiro pela internet

Depois de te explicar e te demonstrar alguns dados importantes sobre o crescimento do trabalho online a fim de gerar uma renda extra pela internet, agora vamos te ajudar a segmentar seu nicho e te explicar um pouco mais como funciona cada forma, ok?! Então prepara papel, caneta e esteja com seu cérebro bem preparado para receber estas ideias e pensar em qual segmento melhor se encaixa.

Vamos lá?

1 – Vender doces

A comercialização de doces pela internet vem ganhando uma força imensa durante estes últimos tempos. Afinal, brasileiro sabe como vender, não é mesmo?! E sim, a comercialização de doces é bem mais famosa no nosso país, do que nos outros países.

Sabendo que a indústria alimentícia é a que mais cresce no mundo diariamente, e também sendo uma necessidade básica, é uma ótima maneira de conseguir dinheiro pela internet.

Mas calma, não adianta só querer começar a vender doces, você precisa ter uma certa intimidade com a gastronomia e com a confeitaria, já que cria uma conexão ainda bem melhor e será mais fácil de conquistar a clientela com o sabor e dedicação na preparação. E claro, além de doces, é possível vender salgados como pizzas, hambúrgueres, esfirras e entre outros alimentos que são muito adorados pela galera!

No início do empreendimento, é importante colocar os seus gastos com ingredientes, custos com água, luz, gás, embalagens, espaço e o tempo para cozinhar, assim ficará mais prático de definir uma precificação antes mesmo de iniciar o seu projeto.

2 – Aulas particulares

As aulas particulares sempre existiram no meio de renda extra, porém, com a extinção das aulas presenciais para a aula em ambientes virtuais, as aulas particulares passaram a ser ainda mais famosas.

Além de disciplinas básicas de ambiente escolar, também é possível dar aulas de dança, yoga, instrumentos musicais, costura e entre outras atividades de grande interesse do seu público.

A ideia de conseguir um dinheiro extra em aulas é demonstrar o domínio que você possui sobre aquela atividade. No início é bem difícil conseguir alunos que percebam o seu potencial, porém, fazendo o seu marketing nas redes de maneira correta, é possível conseguir um bom número de alunos por dia ou por semana.

3 – Revenda de produtos

Apesar desta prática ser bem comum e antiga, as pessoas que conseguem comprar produtos, possuem seus contatos de lojas que fornecem preço por atacado e que seja acessível, contendo descontos enormes e que não são aplicados no mercado normalmente.

Com o aumento do e-commerce após a pandemia, esta prática vem crescendo cada vez mais, segmentando públicos que ainda não conheciam as oportunidades deste mercado.

A ideia é literalmente ser um vendedor pela internet, já que, se você revender produtos importados, terá que provar a sua originalidade por meio de estratégias de marketing digital. A revenda é uma forma de começar a se adaptar ao marketing digital.

4 – Trabalhe como freelancer

Atualmente existem diversas plataformas que te ajudam a conseguir um trabalho extra como freelancer, como Upwork, 99FreelasFreelancer.com, Get Ninjas, Fiverr e Workana.

Aqui é necessário que você possua experiência o suficiente para captar os clientes em meio a essa plataforma, já que, assim como o mercado comum, haverá outras pessoas que entraram em contato com aquele cliente mostrando o seu trabalho e serviço.

Serviços de Design Gráfico, Copywriting, SEO, tradução, transcrição de áudios e entre outras oportunidades que demandam um conhecimento intermediário, são requisitadas como serviços nessas plataformas.

Se você é iniciante, plataformas freelancers e grupos em redes sociais são bons canais para achar oportunidades e começar a divulgar o seu trabalho.

5 – Ofereça consultoria / coaching

Esta área está sendo bem visada atualmente, e abrindo a possibilidade de ser algo mais concreto mais para frente. A vantagem disto é que você consegue ganhar uma renda extra com algo que você já está familiarizado e especializado, dentro da sua área de atuação.

Outro benefício da consultoria é que você pode trabalhar de forma online, podendo atuar em diferentes países.

6 – Seja um afiliado

Trabalhar como afiliado é uma boa opção para quem realmente deseja ter somente uma renda extra. A ideia é você se dedicar a ajudar o produto, dando mais cliques nos links e convertendo em vendas inteligentes.

7 – Motorista particular

Após a inserção do aplicativo americano Uber, ficou mais fácil de se tornar motorista, já que o aplicativo permite que muitas pessoas que já possuem experiência com a carteira de motorista e com carros que se adequem ao padrão da empresa.

O bom de trabalhar como motorista, principalmente com essas plataformas como Uber, 99 e inDrive, é que você pode fazer o seu próprio horário, favorecendo uma liberdade maior em seu dia a dia.

8 – Vender produtos de tecnologia e informática

Os produtos de tecnologia e informática tendem a ser promissores para aqueles que entendem um pouco mais sobre assunto. Eletrônicos como notebooks, tablets, celulares e até mesmo outros produtos eletrodomésticos de fácil locomoção, são vendidos na internet como uma forma de revenda ou fechando parceria com distribuidores e parceiros. Já na área da informática, a solução é mais simples, conserto de computadores e entre outros eletrônicos citados acima.

Apesar de também ser uma ideia antiga, a internet tornou essa prática cada vez mais promissora, levando profissionais freelancers a abrirem o seu próprio negócio a fim de emitirem nota fiscal e entre outros detalhes importantes que são levados a sério no momento do fechamento da compra.

9 – Trabalhos diversos em formato delivery

Apesar da área da estética ser algo muito focado nos dias de hoje, já que costuma a obter uma demanda de procura bem alta, algumas profissionais largaram a CLT para conquistarem suas próprias clientes. Manicures, massagistas, fisioterapeutas e entre outras profissões com religião como, tarólogos, médiuns, etc., começaram a se estruturar como profissionais liberais, incentivando outros a começarem a se adaptar a esta prática.

A ideia é que, além do seu trabalho normal, o trabalhador possua a prática como um hobbie ou até mesmo um trabalho extra em suas horas vagas e para alguns clientes em específico.

O interessante é que, dependendo da demanda de procura, o trabalho aparenta ser muito mais rentável do que CLT, já que você conseguirá conquistar a sua liberdade e fazer o seu próprio horário.

10 – Influenciador digital (YouTube ou Instagram)

Para aqueles que são mais desprendidos, possuem facilidade de se comunicar e já contém um ciclo de amigos bem engajado nas redes sociais, as atividades de influenciador digital podem te ajudar a decolar a sua grana extra.

A missão do influenciador digital é conquistar mais olhares a fim de conseguir parceiros e patrocínios que possam lhe tornar embaixador da marca, fazendo com que o profissional divulgue tudo o que for referente a marca, criando uma publicidade mais direta.

Aqui, é importante que a pessoa seja um pouco mais desprendida de vergonhas e inseguranças, já que terá que realizar fotos, filmar vídeos e falar um pouco mais sobre sua rotina quase todos os dias pelas mídias sociais ou pelo Youtube.

11 – Assistente virtual

Tem experiência em secretariado mas não deseja mais se fixar em CLT ou no formato home-office? Então chegou a sua hora de brilhar!

A nova forma de trabalhar facilitou diversas profissões a se atualizarem no mercado, promovendo uma melhora na performance e produtividade. Sabendo disso, a profissão de assistente ou secretária(o) começou a se adaptar em formatos home office, onde foi possível realizar as mesmas práticas que realizaria se estivesse no formato presencial.

Sabendo disso, muitas empresas ou profissionais individuais começaram a divulgar nas redes alguns trabalhos como assistentes, a fim de ajudá-los a organizar a sua vida profissional. Muito desses profissionais são empresários que não possuem tempo para verificar agendas e concluir tarefas de maneira quase que onipresente, portanto, precisam de alguém para serem seus braços direito.

Portanto, se você tem experiência na área, não hesite em pesquisar sobre. Muitas vezes, sites de emprego e freelancer possuem vagas como essas.

12 – Abrir um e-commerce

Abrir uma loja virtual atualmente é algo inovador para quem já empreendia e vendia de maneira mais íntima, apenas para amigos, familiares e seguidores do Instagram. A ideia do e-commerce é demonstrar seus produtos (independentemente do segmento) de forma que se assimile a uma vitrine, porém, divulgando-os de forma que atraia o futuro comprador.

A ideia é que o empreendimento se torne algo profissional, algo próximo a empresas de compras online que já estamos acostumados pela internet. O crescimento da sua loja online depende de você e da sua disponibilidade de divulgação e constância nas principais redes que captam possíveis compradores, como Instagram e Facebook.

Apesar de muitas pessoas não terem o conhecimento básico do marketing digital, é importante que ao menos a sua divulgação em meios familiares e sociais estejam bem ativas, ajudando-o a crescer de forma orgânica e aprender junto com o mercado, como vender online. Entretanto, é uma ideia que pode ser muito arriscada, e pode acabar não dando certo e não convertendo em vendas mesmo que a longo prazo, portanto, é interessante estudar o básico de marketing digital para te ajudar a agregar valor à sua loja e aos seus produtos.

Resumo

Se você precisa de uma renda extra ou está desempregado(a) e precisa de dinheiro para se sustentar, aqui está algumas soluções bem marcadas no mercado atual que podem te ajudar a recuperar um pouco dos seus gastos mensais.

Sabendo disso, pesquisamos algumas das principais funções e práticas que estão bombando nos dias de hoje para te ajudar a definir o que melhor se encaixa no seu dia a dia. Vamos conferir?